top of page

Qual a diferença entre anunciar no Google e anunciar no Facebook?

O tráfego pago é a forma mais eficiente de entregar o seu produto nas mãos de clientes em potenciais. Entre diversas plataformas disponíveis no mercado para veicular suas campanhas, as principais são: Google Ads e Facebook Ads.


Mas e aí, qual a melhor?


Primeiro vamos entender uma diferença através do ponto de vista do consumidor, e pra isso vamos usar dois pontos que nos ajudam à entender em qual momento utilizar cada uma:




  1. Intenção

O quanto esse consumidor deseja o produto e está disposto à adquirir. Imagine que uma pessoa deseja comprar um celular. Ela foi no Youtube e já assistiu 30 horas de reviews e conteúdos sobre a qualidade da câmera, durabilidade, armazenamento... Decidida em qual aparelho comprar, agora ela vai buscar no Google a empresa por onde ela vai adquirir esse belo aparelho novinho, novinho. Percebe como é um cliente que já elevou sua intenção no mais alto possível? Todas as objeções em relação ao produto ela já quebrou com pessoas que já possuem credibilidade só fazendo isso, comparando produtos. E agora entra a empresa que tem o celular apenas fortalecendo a segurança e confiança na entrega, facilidade de pagamento e um pós-venda de qualidade.

Esse é o melhor cenário para a compra, pois o cliente está no final do funil. Já sabe o que quer, e só está escolhendo para quem dar o pilinha.


Contudo, neste nível de intenção alto, o melhor investimento é o Google, para ter um resultado melhor. Porém, geralmente é um anúncio um pouco mais caro devido o nível de concorrência que cresce cada dia mais.





2. Desejo

Aqui o consumidor não sabe necessariamente que precisa do seu produto, mas se você mostrar o que o seu produto resolve, ele pode conectar com esse mesmo problema resolvido... tchrã.... geramos o desejo.


Vamos à um exemplo comum: mostre um xis bacon com um cheddar derretendo em cima e alguém dando aquela bocada. Mas isso não resolve um problema...verdade, mas você mesmo gera... o público ideal tá com uma preguicinha de parar 1 hora do dia para fazer sua própria refeição e daqui a pouco tem um cantinho de fome já começando à acontecer. Pronto. Você, seu xis e suas embalagens descartáveis irão deixar essa refeição facinha e deliciosa.


Essa pode ser uma bela campanha rodando junto com o entretenimento do seu público, como por exemplo um reels no Instagram através do Facebook Ads. Entendeu?


E agora vem o casamento perfeito:





Intenção + desejo.


O consumidor do celular pesquisou, entrou no seu site. Seu site todo configurado e rastreado por um gestor de tráfego, capta este cliente e depois manda anúncio para "Todos que visitaram o meu site" através de um público personalizado. Agora a pessoa que já estava com intenção alta vai ficar vendo sua marca toda hora junto com o entretenimento. Que delícia hein. Adivinha quem ele vai lembrar primeiro na hora de efetuar a compra?


O mesmo acontece com a de desejo, ela pode gerar um fluxo para o seu site ou aplicativo e trazer a intenção de compra a curto, médio e longo prazo. Gerando uma vida útil maior de cada cliente dentro do seu negócio.


Gostou deste conteúdo? Compartilha para ajudar mais empreendedores ;)



10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page